Pages - Menu

          Publicidade:

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Em nova operação de transferência, policia adentra o complexo penitenciário de Alcaçuz



Neste instante, a polícia começou a entrar na penitenciária de Alcaçuz. Com veículos blindados do Batalhão de Choque em fila, a força se direciona para os pavilhões com o intuito de transportar os presos da facção do Sindicato do Crime para outros presídios do estado.
No momento, os policiais conversam com os presos para negociar a transferência. A movimentação faz parte de uma operação coordenada pelo governador do estado, Robinson Faria (PSD), que prevê ainda a participação do GOE e do BOPE.
O helicóptero Potiguar 1 também está sobrevoando o local para dar reforço.
1

Ministério Público abre investigação sobre acidente de Zavascki

Teori Zavascki

O Ministério Público Federal acaba de abrir um inquérito em Angra dos Reis para investigar as causas do acidente aéreo que matou o ministro do STF Teori Zavascki nesta quinta (19).

Teori era relator da Operação Lava-Jato, e estava prestes a homologar as delações feitas por executivos da Odebrecht.

Teori estava a bordo do avião modelo Beechcraft C90GT, prefixo PR-SOM pertencente a Carlos Alberto Filgueiras, dono do Hotel Emiliano em São Paulo e no Rio. Filgueiras viajava no avião e também morreu.


A aeronave, que tem capacidade para oito pessoas, deixou o Campo de Marte, em São Paulo, às 13h. O acidente aconteceu pouco depois, por volta das 13h30, na região de Paraty, litoral sul do Rio.

Morre Teori Zavascki

CCJ – Teori Zavascki - A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) sabatina o magistrado Teori Zavascki, indicado pela Presidência da República para o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Mesa: Magistrado Teori Zavascki, indicado pela Presidência da República para o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

Confirmado pelo Corpo de Bombeiros: o ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki faleceu vítima do acidente aéreo em Paraty, no litoral sul do Rio, na tarde desta quinta (19). Ele deve ser velado no STF e será enterrado em Santa Catarina.

Teori estava a bordo do avião modelo Beechcraft C90GT, prefixo PR-SOM pertencente a Carlos Alberto Filgueiras, dono do Hotel Emiliano em São Paulo e no Rio. Os dois eram muito amigos e se aproximaram após a morte da esposa de Teori.

A aeronave, que tem capacidade para oito pessoas, deixou o Campo de Marte, em São Paulo, às 13h. O acidente aconteceu por volta das 13h30.


Abalada, a presidente do Tribunal, Cármen Lúcia, voltou a Brasília ao saber do acidente. Gilmar Mendes, por sua vez, tentou falar com Teori por uma hora, sem sucesso.
Teori Albino Zavascki nasceu em Faxinal dos Guedes, em Santa Catarina. Ele formou-se em direito em 1972, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Chegou ao STF em novembro de 2012, nomeado por Dilma Rousseff. Também foi ministro do Superior Tribunal de Justiça entre 2003 e 2012.

FOTOS ALCAÇUZ: CONFRONTOS CONTINUAM NO PRESÍDIO

Presos iniciaram novo motim na Penitenciária de Alcaçuz, no RN, nesta terça (17) (Foto: Frankie Marcone/Futura Press/Estadão Conteúdo)
Detentos se rebelam novamente na Penitenciária Estadual de Alcaçuz (Foto: Elias Jornalista)
Cenário de guerra toma conta da Penitenciária Estadual de Alcaçuz. “Está todo mundo armado”, afirma a PM (Foto: Elias Jornalista)
Comboio para transferência de presos chega a Alcaçuz (Foto: Everton Dantas/NOVO)

Governador diz que PM vai entrar em Alcaçuz e fazer 'paredão humano'


19/01 - Presos atiram pedras durante um confronto de facções na penitenciária de Alcaçuz, perto de Natal, no Rio Grande do Norte (Foto: Josemar Gonçalves/Reuters)

O governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD), anunciou na tarde desta quinta-feira (19) que policiais militares entrarão na Penitenciária de Alcaçuz para separar as duas facções que se enfrentam no local. Segundo ele, os policiais formarão um "paredão humano".

No último final de semana, 26 pessoas morreram em uma rebelião --nesta quinta, houve outro confronto entre as facções, também com mortes, mas o número de vítimas não foi informado.

A intenção, diz o governador, é "permitir a construção de uma parede física para separar o PCC do Sindicato do RN”. Faria disse ter sido ameaçado pela facção paulista de que iriam "tocar fogo em Natal" se houvesse a transferência dos seus chefes para presídios federais. O governo anunciou na quarta que havia pedido à Justiça a transferência. À noite, uma série de ataques ocorreu em Natal a ônibus e delegacias, entre outros.

A seguir, trechos da entrevista:

Evitar matança
“A curto prazo agora é evitar uma nova briga, uma nova matança entre eles. Por isso nós vamos entrar daqui a pouquinho, a operação vai começar já já. Em um segundo momento vamos transferir os presos das facções para presídios separadamente.”

Desafio
"O Sindicato desafiou o governo, assim coimo o PCC também me desafiou, a minha integridade, se eu tirasse presos da Alcaçuz”.

Negociação?
“Não houve negociação. Até porque ontem eu estava em Brasília, cheguei aqui ontem no final da tarde. Tanto é que o PCC me ameaçou, disse que ia tocar fogo em Natal. A mesma coisa o sindicato. Ou seja, se tivesse tido negociação Natal não estava sendo agora incendiada.”

Confronto de presos ao vivo faz Alcaçuz ter dia de ‘Big Brother’

Pessoas observam rebelião na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta (RN) - 18/01/2017

A Penitenciária de Alcaçuz, em Nísia Floresta, na região metropolitana de Natal, revelou ao país em tempo real como acontece um confronto entre presos. O principal motivo foi a topografia – o presídio, localizado entre dunas, permitiu às equipes de TV ampla captação de imagens dos detentos se enfrentando e possibilitou transmissão ao vivo das hostilidades.

A GloboNews ficou pouco mais de três horas ao vivo mostrando as imagens do confronto campal dentro do presídio. O link ao vivo começou com a entrada no ar do Jornal GloboNews – Edição das 10h, e prosseguiu até pouco depois das 13h, quando passou a dar espaço a outros assuntos. Um repórter no local e os âncoras no estúdio narravam o passo a passo do enfrentamento entre os detentos – ligados basicamente às facções criminosas Primeiro Comando da Capital (PCC) e Sindicato do Crime do RN – e as reações dos chamados “guariteiros”, os policiais e agentes que fazem a segurança da muralha.

A transmissão do motim chegou ao Jornal Globonews – Edição do Meio-Dia e impediu a veiculação dos programas Cidades e Soluções, previsto para as 12h05, e Milênio (12h30). A exibição ininterrupta do confronto só terminou com o Jornal GloboNews – Edição das 13h, que passou a tratar também de outros temas.

Veículos de comunicação do Rio Grande do Norte também estão disponibilizando link ao vivo do enfrentamento na internet. O Novo Jornal, por exemplo, fez um streaming no Facebook, que tinha 1,3 mil pessoas acompanhando por volta das 13h.

Todas as imagens eram feitas por profissionais localizados nas dunas, mesmo local de onde familiares das vítimas acompanham o desenrolar das hostilidades. O único helicóptero que sobrevoava o local era da Polícia Militar. O uso de drones não é permitido porque presídios são áreas de segurança.

Durante o “Big Brother” da rebelião, foi possível observar os grupos rivais se provocando, um detento afiando um facção, outros segurando barras de ferros e até um preso ferido sendo socorrido por outro preso em uma maca improvisada.

Temer autoriza envio de Forças Armadas para reforçar segurança nas ruas de Natal

Edilson Dantas / Agência O Globo
Depois do registro de pelo menos 11 ataques a ônibus e relatos de tiros contra delegacias, o presidente Michel Temer autorizou nesta quinta-feira (19) o envio das Forças Armadas para reforçar a segurança nas ruas de Natal, informou a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom). O contingente deslocado para a região será formado principalmente por homens do Exército.
A situação no Estado do Rio Grande do Norte se agravou após o motim que deixou 26 mortos na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, localizada na Grande Natal. A Polícia Militar voltou a entrar no presídio para transferir 220 homens ligados à facção Sindicato do Crime (SDC), que prometeu retaliações.
“Após pedido do governador do Rio Grande do Norte, autorizei o uso das Forças Armadas para reforçar a segurança nas ruas de Natal”, escreveu o presidente em sua conta pessoal no microblog Twitter.
O emprego das Forças Armadas será para “patrulhamento nas ruas do Rio Grande do Norte”, informou o perfil do Palácio do Planalto no Twitter.
Segundo o Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Natal (Seturn), 8 dos 11 incêndios de ônibus aconteceram na garagem da empresa São Geraldo, às margens da BR-226, no bairro Felipe Camarão. Diante do agravamento do quadro de segurança pública, a prefeitura autorizou que táxis, vans escolares e carros credenciados fizessem serviço de lotação.
O governo do Rio Grande do Norte também solicitou o envio de militares para a realização de varreduras dentro dos presídios. De acordo com o ministro da Justiça, Raul Jungmann, de 8 a 10 dias, os militares estarão prontos para atuarem dentro dos presídios.

MINHA NOSSA! Da Revista Época: Secretário de Justiça do RN culpa Governador por negociar com PCC

O secretário estadual de Justiça e Cidadania do Rio Grande do Norte, Wallber Virgolino, afirmou nesta quinta-feira (19) que o governador Robinson Faria ignorou sua orientação sobre a retirada de presos de Alcaçuz, onde 26 foram assassinados no último fim de semana. Em entrevista exclusiva a ÉPOCA, Virgolino disse que o governo do estado desconsiderou as informações de inteligência do sistema prisional ao aprovar a transferência de detentos da facção potiguar Sindicato do Crime (SDC), rival da paulista Primeiro Comando da Capital (PCC). “Não foi levado em consideração o que o secretário de Justiça e a inteligência disseram. Sugeri que tirassem o PCC do presídio”, afirmou.
Virgolino defendia retirar membros do PCC, em vez de presos do SDC, por duas razões. A primeira diz respeito ao fato de que a facção paulista é minoria em Alcaçuz – 500 integrantes contra 1.000 da organização potiguar. A segunda é que o PCC é mais influente que o SDC naquele presídio.
z
A remoção de presos do SDC resultou numa batalha armada entre as organizações criminosas na manhã desta quinta-feira. Munidos de pedras, barras de ferro e vigas de madeira, os detentos partiram para o confronto. Do alto das guaritas, policiais fizeram disparos na tentativa de conter a confusão.
Segundo o jornal O GLOBO, integrantes do governo do Rio Grande do Norte iniciaram uma negociação com chefes do PCC, na tarde de quarta-feira (18), na tentativa de conter a rebelião em Alcaçuz. Virgolino confirmou a ÉPOCA que uma delegada foi autorizada pelo governador a negociar com a facção paulista. Durante a conversa, o PCC exigiu, entre outras medidas, que fossem retirados presos do SDC da Penitenciária de Alcaçuz.
Depois do acordo, o governador Robinson Faria autorizou a retirada de 220 presos do SDC de Alcaçuz. Em reação à remoção, a facção potiguar iniciou uma série de ataques nas ruas da Grande Natal. Pela primeira vez desde o início da crise da segurança pública no país, em outubro passado, a guerra de facções saiu dos presídios.

Geraldo Melo sobre o caos na Segurança do RN: “O Governador precisa dar um murro na mesa”

z
DESCULPE GOVERNADOR. Como já fui Governador também e sei como é complicado o seu trabalho, tenho evitado o mais possível dar palpite onde não sou chamado. Hoje, peço permissão para dar uma opinião de quem torce pelo Rio Grande do Norte e é contra o “quanto pior melhor”.
Está circulando um comentário inacreditável em torno de uma atitude do Governo estadual, que desacredita completamente o Governo e o Governador.
Não acredito absolutamente que seja verdadeira, e imagino o quanto deve estar incomodando o Governador Robinson Farias. Refiro-me a essa versão de que o Governo estadual negociou ou está negociando alguma coisa — seja lá o que fôr — com uma facção criminosa recolhida a presídios do Estado. Isso seria o mesmo que comunicar diretamente aos detentos que o Governo não tem força suficiente para impôr a Lei, pois estaria precisando da concordância deles para alguma coisa. Curto e grosso: seria o mesmo que dividir o poder com os detentos.
O Governador precisa, IMEDIATAMENTE, dar um murro na mesa, desautorizar quem quer que esteja neste rumo e salvar o seu governo, já que salvar a paz e a segurança dos governados está tão difícil.

CONFRONTOS: PM diz que há mortos em Alcaçuz; até diretor de presídio foi ferido


A Polícia Militar confirmou haver mortos depois de um confronto de detentos de facções rivais nesta quinta-feira (19) na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, maior presídio do Rio Grande do Norte. O número exato não foi divulgado. Entre os feridos estão detentos e também Ivo Freire, diretor da unidade, que se machucou de raspão com estilhaços de um tiro.

O enfrentamento se deu com pedras, barras de ferro e vigas de madeira arremessadas de um lado a outro. Uma ambulância socorreu um detento baleado. A Polícia Militar está na área externa da unidade. Do alto das guaritas, policiais fizeram disparos na tentativa de conter a confusão. Segundo a PM, os presos estão armados e se matando.

Com informações do G1-RN


STTU informa que ônibus serão recolhidos e que serviço de lotação está liberado na cidade Blog do BG: http://blogdobg.com.br/#ixzz4WED4wIqA

A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade, informa que os ônibus estão sendo recolhidos para as garagens. Agora há pouco, houve uma tentativa de incendiar um veículo da empresa Via Sul.

A secretária da STTU, Elequicina Santos, participa de uma reunião na sede do Comando da Polícia Militar do RN, juntamente com representantes do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal (Seturn), Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Rio Grande do Norte (Sintro) e o Comando de Policiamento.

A secretária da STTU autorizou ainda a operação de táxis, transporte escolar e ônibus de fretamento para serviços de lotação, já que os veículos do sistema regular de transporte estão sendo recolhidos. O custo da tarifa é R$ 2,90.

URGENTE: SÃO PAULO DO POTENGI EM CHAMAS!

SEGUNDO INFORMAÇÕES RECEBIDAS NOS GRUPOS SOCIAIS A CIDADE DE SÃO PAULO DO POTENGI DESDE ONTEM A NOITE VIVE EM CLIMA DE TENSÃO, TRÊS ÔNIBUS SOFRERAM ATENTADOS.

TEREMOS MAIS INFORMAÇÕES EM BREVE!A imagem pode conter: 2 pessoas, nuvem, céu e atividades ao ar livre
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, céu e atividades ao ar livre
A imagem pode conter: atividades ao ar livre
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé, nuvem, céu e atividades ao ar livre

Governador do RN afirma que situação em Natal está ‘fora de controle’

Coletiva-Deicor-Robinson-Faria-2
Em entrevista à CBN, Robinson Faria disse que intenção é esvaziar e interditar o presídio de Alcaçuz. Ele pediu ao governo federal o envio imediato de homens das Forças Armadas. A ideia é que os militares atuem nas ruas de Natal, já que policiais serão deslocados para o presídio de Alcaçuz.
O governador do RN, Robinson Faria, afirmou à CBN que a situação em Natal está “fora de controle” após novo confronto no presídio de Alcaçuz, o incêndio de 14 ônibus e o ataque a pelo menos duas delegacias. Segundo Robinson, a intenção final do governo é esvaziar a penitenciária e interditá-la.
Ele ligou ao ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, para pedir que ele interceda junto ao presidente Michel Temer na tentativa de arranjar o envio imediato de homens das Forças Armadas ainda nesta quinta-feira (19). A ideia é que os militares atuem nas ruas de Natal, já que policiais serão deslocados para o presídio de Alcaçuz.
“Estão botando fogo em ônibus como retaliação pela separação das facções nos presídios. Ambos os lados estão retaliando o governo. A situação está muito mais grave do que ontem. Precisamos de um socorro imediato”.
Policiais militares usam armas não letais na tentativa de conter o novo motim na unidade onde pelo menos 27 detentos morreram nos últimos dias. Unidade está dividida em dois lados, cada um tomado por uma facção criminosa rival.

54 ANOS DE EMANCIPAÇÃO! PARABÉNS, CAIÇARA DO RIO DO VENTO!

A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
Caiçara! Nasceste sob um rio. És pequena e hospitaleira. Tua história é como uma lenda, mas é linda e verdadeira.

Sob verdes coqueirais, construíram tua história,
Rio foi teu berço
cerca tua humildade " (fragmentos do hino do município).

O Município, com 54 anos de emancipação política, está localizado na região sertão central Cabugi, distante 103 km da capital do RN - Natal

Caiçara do Rio do Vento comemora seu aniversário em 19 de janeiro, data que corresponde à emancipação política que ocorreu no ano de 1963, quando Caiçara do Rio do Vento, até então, arruado de poucas casas e alguns estabelecimentos comerciais, às margens do rio que dá origem ao seu nome, se desmembrou politicamente do município de Lages.
Caiçara do Rio do Vento
Caiçara do Rio dos ventos,
Não importa,
Se no singular
ou no plural
a poética é sempre linda
A cidade é linda, o povo é lindo
E a vida segue seu rumo...

Parabenizamos aos Senhor prefeito do município, o jovem Felipe Müller. eleito pela vontade do povo! 
("...E O FILHO SEGUIU OS PASSOS DO PAI, APONTANDO NOVOS VENTOS E UM NOVO TEMPO PARA A CIDADE QUE TEM NOME DE POESIA!)
Terra de gente simples, honesta e trabalhadora!
Parabéns pra você minha Caiçara, que me acolheu, e me acolhe tão bem!
O BLOG COMENTA! 
Jovem prefeito que agora enfrenta muitos gloriosos desafios, com um entusiasmo proporcional a sua intensa juventude; disposto a cravar na história do Município o legado daquele que é seu maior exemplo, seu pai, que está ao seu lado desbravando as vereadas da cidade que tem nome de poesia. Novos caminhos, novos ventos, novos tempos, um novo começo!

GENTE PROCURANDO GENTE

Nosso blog, que é recorde em acessos em todo Brasil, mais uma vez, utilizando nosso veiculo de comunicação em utilidade pública. A página Riachuelo RN, hoje com mais de dois mil seguidores, sempre vem sendo contactada por internautas de todo Brasil e do Mundo.

Ontem à tarde, recebemos o contanto do jovem Emanuel, o qual nos relatou o seguinte: 
"Blogueira, moro em Uberaba MG, estou procurando parentes aí na cidade de Riachuelo/RN. Meu pai se chamava Geraldo da Silva Filho, e minha mãe Maria Regina da Conceição. Ele é natural de Riachuelo. Meus tios se chamam Abel Enesio e Júlio Francisco; minhas tias, Maria dos Anjos, Santina, Lica e Luíza.  Os meus avós moraram na fazenda Purgatório, se chamavam Luiz Rodrigues, mais conhecido como "Luiz Pinto", e o irmão dele se chamava Mané Paca, da família dos pacas.
 Meu pai com 15  anos veio embora para Minas Gerais". 
O blog comenta:Em virtude de Emanuel estar  longe de seus parentes, portanto, muito ansioso em encontrar sua família, esta blogueira faz apelo aos riachuelenses que  nos ajudem a fazer esse reencontro, o mais breve possível.
Eis as fotos do pai de Emanuel enviada ao nosso blog!



O jovem Emnuel, ladeado de sua esposa e filhos, moram em Uberaba- MG
   
   

CAIÇARA DO RIO DO VENTOS: FESTA DE EMANCIPAÇÃO POLÍTICA!

HOJE A CIDADE DE CAIÇARA DO RIO DO VENTO ESTÁ EM FESTA, O MUNICÍPIO COMPLETA 54 ANOS DE EMANCIPAÇÃO POLÍTICA.

DURANTE TODO O DIA HAVERÁ PROGRAMAÇÃO RELIGIOSA, A NOITE HAVERÁ UMA MISSA EM HOMENAGEM AO MUNICÍPIO, ONDE NA OCASIÃO ESTARÁ OS REPRESENTANTES PÚBLICOS DA CIDADE: PREFEITO, VICE-PREFEITO, VEREADORES, SECRETÁRIOS, E DEMAIS AUTORIDADES.

ÁS 22:00 HAVERÁ UMA PROGRAMAÇÃO MUSICAL COM AS PRESENÇAS: FORROZÃO BRIOLA, XODÓ NORDESTINO,E GAMADÕES!

TODOS ESTÃO CONVIDADOS!

ENTRADA FRANCA!

SÃO PAULO DO POTENGI: ATENTADO A DOIS ÔNIBUS NA NOITE DE ONTEM (18)

Ontem (18), à noite, 01 micronibus e 01 ônibus, que estavam em frente a residência de um particular, no Novo Juremal, em nossa cidade, foram parcialmente queimados por criminosos.

A população agiu rápido e impediu maiores estragos. A Polícia Militar chegou em seguida. O caso está sendo investigado.
Por: Thiago Brito


Pastor Valdemiro Santiago é resgatado de barco à deriva em SP



O pastor evangélico Valdemiro Santiago (com camisa vermelha) posa para foto ao lado de homens do Corpo de Bombeiros após ser resgatado. Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros de SP

O pastor evangélico Valdemiro Santiago, líder e fundador da Igreja Mundial do Poder de Deus, foi resgatado na madrugada dessa quarta-feira (18) de um barco à deriva no litoral norte de São Paulo. O religioso passa bem.

O Corpo de Bombeiros recebeu um chamado, por volta das 22h de terça-feira, sobre uma embarcação com três tripulantes e que estava com pane elétrica nas proximidades de Ilhabela (a 198 km de São Paulo).

O barco foi encontrado pelos bombeiros por volta das 5h dessa quarta-feira(18). Todos foram resgatados sem ferimentos, segundo os bombeiros.

Ataque durante culto

No começo do mês, o pastor foi esfaqueado nas costas e no pescoço durante um culto na Igreja Mundial do Poder de Deus, no Brás, no centro da capital paulista. Ele foi socorrido, levou cerca de 20 pontos e recebeu alta no mesmo dia.

O suspeito pelo crime, o ajudante-geral Jonatan Gomes Higino, 20, foi contido por seguranças da igreja, preso e indiciado por tentativa de homicídio.

Durante audiência de custódia, o agressor tentou justificar o que fez, afirmando que Valdemiro Santiago o tinha desafiou durante uma pregação. “Ele me desafiou, me insultou e tentou me matar com a palavra dele. A lei é santa”, disse ao juiz.

O religioso foi integrante, durante quase 20 anos, da Igreja Universal do Reino de Deus, fundada pelo bispo Edir Macedo. No fim da década de 90, saiu da Universal por problemas com o líder e criou a Igreja Mundial do Poder de Deus. Segundo o próprio pastor, a igreja possui 1.400 templos no Brasil, a maioria no Estado de São Paulo.

VÍDEO: Bandidos ateiam fogo em transporte alternativo em Parnamirim na manhã desta quinta

Bandidos atearam fogo em transporte alternativo da linha 06, em Vale Dourado, no município de Parnamirim, na Grande Natal, na manhã desta quinta-feira(19), por volta de 07h20. Micro-ônibus ficou totalmente destruído. Vídeo abaixo enviado ao ZAPBG:

Prefeito se pronuncia sobre atos de vandalismo em Caicó

A cidade de Caicó vivenciou a noite de quarta-feira (19) com vários atos de vandalismo, rebelião na Penitenciária Estadual do Seridó, o Pereirão, e veículos incendiados, inclusive três pertencentes à frota da secretaria municipal de Saúde. O prefeito Batata se pronunciou sobre o fato através das redes sociais.

“Nossa equipe, de forma incansável, fez de tudo para evitar que toda a frota de veículos do Município fosse dizimada por atos de vandalismo. Conseguimos evitar que mais de 50 máquinas e automóveis fossem destruídos. Vamos trabalhar forte para conseguir novos veículos para a Saúde. Digo ao povo de Caicó que a gestão está ao lado de cada um de vocês”, afirmou Batata.


Juíza recusa entrada em Alcaçuz e presos do PEP são levados para a Cadeia Pública de Natal

A transferência de cerca de 116 presos que saíram da Penitenciária Estadual de Parnamirim (PEP) e que iriam para as dependências da Penitenciária de Alcaçuz, em Nísia Floresta, não foi concluída com sucesso.
Isso por que a juíza corregedora responsável pelo maior presídio do Estado, Maria Nilvalda Torquato, não permitiu a entrada de novos internos na unidade.
Desta forma, os detentos tiveram de ser alojados temporariamente no Presídio Provisório Raimundo Nonato, em Natal. Essa cadeia, que comporta até 216 presos, já tinha 560 detentos e agora passará a ter 676.
A Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed) informou que não sabe dizer quais as razões que fizeram a juíza de Alcaçuz não ter aceitado os detentos na penitenciária.
presos1
Foto: Anderson Barbosa

Ônibus circulam gradativamente em Natal; Seturn quer colocar frota completa ao longo do dia

Foto: Rodrigo Ferreira / Agora RN
Diante dos ataques realizados contra ônibus do transporte público de Natal ao longo desta quarta-feira (18), o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos do RN (Seturn) havia informado que a frota seria colocada em sua totalidade nas ruas da cidade nesta quinta (19) caso novos registros de ataques não fossem identificados.
No início desta manhã, a reportagem do Portal Agora RN entrou em contato com o Sindicato, que afirmou que os carros estão saindo gradativamente das garagens e espera-se que a frota alcance os 100% ainda nesta manhã. Os ônibus vão saindo na medida em que a situação de paz for sendo identificada pelas ruas.
A Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed) informou, até a noite desta quarta, que 11 ônibus haviam sido incendiados, sendo três deles de transporte público e outros oito de uma empresa que realiza viagens intermunicipais. Além disso, um carro do Governo do Estado também havia sido danificado.

Governo do RN negocia com facção, segundo ‘O Globo’ e presidente de Sindicato



POR AURA MAZDA, ESPECIAL PARA O GLOBO
19/01/17 – 04h30 | Atualizado: 19/01/17 – 08h00

NATAL — O governo do Rio Grande do Norte decidiu negociar com o PCC para tentar retomar — ainda esta semana — o controle da penitenciária estadual de Alcaçuz, na Grande Natal. O presídio, o maior do estado, foi palco da matança de pelo menos 26 detentos no fim de semana. Segundo informações obtidas pelo GLOBO, uma delegada da Polícia Civil e um oficial da Polícia Militar foram designados para conversar com criminosos. O objetivo da negociação é evitar novo confronto com o Sindicato do RN, bando local rival da facção paulista.

Os policiais negociadores receberam a missão de descobrir as exigências dos presos e identificar quais delas poderiam ser atendidas. Uma das reivindicações foi atendida nesta quarta-feira: um grupo de 220 detentos, ligados à facção local, foi transferido do presídio de Alcaçuz, na Região Metropolitana de Natal, para a Penitenciária Estadual de Parnamirim (PEP). A retirada dos presos foi concluída entre 18h30m e 18h39m, mais de três horas após as tropas do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) e do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque) entrarem na unidade.

Detalhe: A informação do Jornal ‘O Globo’ foi confirmada em um áudio da prrsidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do RN, Vilma Batista.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

CAICÓ registra rebelião na unidade prisional

Imagem relacionada

O sistema prisional do Rio Grande do Norte registra mais uma rebelião em penitenciária na noite desta quarta-feira (18). As ocorrências acontecem no presídio Pereirão, em Caicó, na região Seridó.

Segundo a polícia, os presos do Pavilhão “B” da Penitenciária Estadual do Seridó se rebelaram e quebraram um portão entrando em um ambiente conhecido como cozinha, onde estavam outros presos. Os presos atearam fogo em objetos.

O Pereirão tem capacidade para 257 homens; havia em dezembro 297. A capacidade para mulheres é de 56; há 53. Os dados são do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

PM troca tiros com suspeitos de incendiar ônibus na empresa São Geraldo e atirar contra o 14° DP

O Fiat Idea de cor cinza, placas JIF 7607 foi tomado de assalto por três homens armados, na tarde desta quarta-feira, na Cidade da Esperança.
Durante o patrulhamento no início da noite, policiais da Força Tática do 9° BPM iniciaram uma perseguição. Houve troca de tiros e os bandidos abandonaram o carro e fugiram para os morros. No interior do veículo foram encontradas várias cápsulas de munições deflagradas.
Segundo o capitão PM Styvenson Valetim, que comanda a equipe, eles são suspeitos de participação no atentado a tiros contra o 14° Distrito Policial, em Felipe Camarão, como também de ter ateado fogo contra veículos na garagem da empresa São Geraldo.
Cerca de 10 homens encapuzados e armados, invadiram a São Geraldo e atearam fogo em pelo menos 8 ônibus de viagem.
De acordo com um oficial da PM, que preferiu não se identificar, os funcionários foram agredidos e feito reféns durante o atentado. Felizmente, as vítimas passam bem.
e5ie88

Oito ônibus são incendiados de uma vez em garagem da São Geraldo em Felipe Camarão

Foto: Magnus Nascimento
Além dos três carros de transporte público de Natal que foram incendiados ao longo da tarde desta quarta-feira (18) por criminosos, outros seis ônibus tiveram fogo ateado no bairro de Felipe Camarão, zona Oeste da cidade, no início da noite.
As informações foram confirmadas por funcionários da empresa São Geraldo, que foi o alvo dos bandidos nesta ação. Com esses oito, subiu para onze o número de ônibus queimados somente nesta quarta-feira em Natal, em retaliação as transferências de bandidos entre as penitenciárias do Estado.
Um policial militar que está atendendo a ocorrência e não quis se identificar explicou como ficou sabendo do caso.
“Estávamos indo para uma ocorrência na delegacia de Felipe Camarão. Ao passar aqui vimos os ônibus em chamas. Os funcionários estavam acuados numa residência por que foram rendidos pelos bandidos. Estavam todos assustados. Participaram da ação cerca de seis à oito criminosos”, disse à reportagem do Portal Agora RN.
Um carro de propriedade do Governo do Rio Grande do Norte também foi incendiado por criminosos durante a tarde no bairro de Mãe Luiza. Apesar da situação estar tensa, o secretário de segurança do Estado, Caio Bezerra, assegurou que a população não precisa ficar atordoada nem suspender suas atividades durante a noite.

Incêndio criminosa em terminal de ônibus na Zona Norte de Natal

Um incêndio, com características de ato criminoso, foi registrado na tarde desta quarta-feira(18), no terminal do Conjunto Vale Dourado, no bairro de Nossa Senhora da Apresentação, na Zona Norte de Natal. Registro de ônibus incendia, conforme imagem abaixo enviada para o ZAPBG:

Facção manda carta com ameaças ao governo do Rio Grande do Norte



A facção Sindicato do Crime do RN mandou hoje ao Secretário de Segurança do Rio Grande do Norte, Caio Bezerra, uma carta com ameaças. A mensagem foi entregue à cúpula de segurança do estado no início da tarde.

No texto, procuram intimidar o governo falando em “atacar todos os tipo de õrgãos públicos” e “matar policiais”.

Eis alguns trechos:

*”Não estamos aqui para medir forças com o governo do Estado, mas também nois (sic) não iremos aceitar perde (sic) pra os vermes do PCCU (sic) nem um prédio nosso”

*”(…) Se vinherem (sic) mexer com algum (sic) de nossos prédios iremos reagir, pois somos mais fortes ainda na rua. Temos integrantes dispostos (…). Iremos atacar todos os tipos de órgãos públicos. Iremos causar o caus (sic) no Estado do Rio Grande do Norte”.

*”De início iremos tocar fogo em ônibus, delegacias, carros do governo (…), tomar armas de vigias, matar policiais e agentes penitenciários até vcs nos ouvir (sic)”.

Os bandidos tenrminam a mensagem com um “atenciosamente conselho do SDCRN”.

Lauro Jardim, O Globo

Com início de ataques, frota de ônibus começa a ser recolhida em Natal

Foto: Rodrigo Ferreira / Agora RN
Após os ataques a ônibus registrados na tarde desta quarta-feira (18), onde um veículo foi incendiado na Praia do Meio, o consultor técnico do Seturn, Nilson Queiroga, admitiu a probabilidade da frota ser recolhida nas próximas horas em toda Natal.
A informação foi dada pelo consultor junto à reportagem do Portal Agora RN. “A tendência é que pare mesmo, nos grupos o pessoal está se ajeitando para recolher os carros como medida de segurança”, afirmou.
Um carro com o escudo do Governo do Estado também foi incendiado na tarde desta quarta-feira em Mãe Luiza, quase simultaneamente a dois ônibus também postos em chamas, estes nas proximidades do Hotel Reis Magos, na Praia do Meio e em Brasília Teimosa; ambos os bairros fazem parte da zona Leste de Natal.

Familiares de presos incendeiam sofás velhos em frente ao presídio de Alcaçuz

Os familiares de detentos que estão presos na Penitenciária Estadual de Alcaçuz tocaram fogo em sofás velhos em frente ao presídio na tarde desta quarta-feira (18).
A reportagem do Portal Agora RN está no local acompanhando toda a movimentação. Além do fogo ateado, os familiares estão derrubando barracos do lado de fora da penitenciária.
A Polícia Militar já foi acionada para controlar a situação. Com bombas de efeito moral, eles conseguiram afastar essas famílias e estão aguardando a saída dos ônibus com os detentos que serão transferidos.
A mãe de um dos presos teve uma convulsão e estava aguardando atendimento médico no local. Uma multidão se aglomerou em volta dela. 
WhatsApp Image 2017-01-18 at 17.07.51

Sindicato manda recolher frota após ataques e incêndio a ônibus em Natal

Ônibus foi destruído pelas chamas, ninguém se feriu (Foto: PM/Divulgação)

Os ônibus que circulam em Natal estão sendo recolhidos às garagens. A ordem foi dada e a informação confirmada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Rio Grande do Norte. A justificativa é a falta de segurança. Na tarde desta quarta (18), três ônibus e um carro do governo do estado sofreram ataques criminosos.

Em nota, a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) declarou que "devido aos incêndios a ônibus, todas as empresas estão recolhendo a frota".

Segundo o major Eduardo Franco, da assessoria de comunicação da PM, a Secretaria de Segurança investiga se os ataques têm relação com a crise no sistema penitenciário do estado.

Ainda de acordo com o sindicato dos rodoviários, uma reunião a ser realizada ainda nesta quarta vai definir se os ônibus circularão normalmente nesta quinta (19).

O Sintro informou que a frota de ônibus da capital potiguar é formada por 630 veículos. Nesta época do ano, em razão das férias, 380 mil pessoas usam o transporte público diariamente na cidade.

Os ataques acontecem no mesmo momento em que a PM faz a remoção de presos da Penitenciária Estadual de Alcaçuz. No local, 26 detentos morreram durante uma rebelião no final de semana. Destes, segundo o governo, 15 foram decapitados. Alcaçuz fica em Nísia Floresta, cidade da Grande Natal.

A remoção dos presos é uma nova tentativa de o Estado retomar o controle da unidade. Para a retirada dos detentos o governo está usando ônibus de turismo locados.


Ataques

Comandante do 1º Batalhão da Polícia Militar, o major Soares disse ao G1 que o primeiro ataque registrado foi contra um carro do governo que estava estacionado na frente da casa de um servidor que mora no bairro de Mãe Luíza. Seis pessoas teriam se aproximado a pé e atirado contra o veículo, que em seguida pegou fogo.

Bandidos tocam fogo em carro do Governo do Estado no Bairro de Mãe Luiza

Bandidos atearam fogo em um carro do Governo do Estado agora há pouco no Bairro de Mãe Luiza.
A polícia já trabalha com a possibilidade de ser PCC ou Sindicato do Crime em ação.
Foto: Redes Sociais

Ônibus é incendiado na Praia do Meio

Um ônibus da empresa Santa Maria foi incendiado agora há pouco na Praia do Meio. Suspeitas de ação do PCC e Sindicato do Crime.
A polícia ainda não confirma.
Fotos: Redes Sociais

GOVERNADOR RECEBEU AMEAÇAS DO PCC

O prédio onde abriga a sede da Guarda Municipal de Fortaleza, localizado na Rua Francisca Clotilde, no Bairro Rodolfo Teófilo, foi alvo de atentado na noite desta segunda-feira (16). De acordo com a Polícia Militar, quatro homens armados chegaram ao local em duas motocicletas e efetuaram vários disparos contra a fachada do prédio.Conforme apurado pelo programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, no momento do tiroteio haviam três guardas realizando a segurança do prédio, mas ninguém ficou ferido. Equipes da Polícia Militar e da Guarda Municipal realizaram buscas nas proximidades da sede e pelo menos três suspeitos, que não tiveram a identidade revelada, foram presos.
Apesar do atentado, outra ação também chamou atenção dos policiais e guardas municipais. Durante o tiroteio, os criminosos deixaram em frente ao prédio um cartaz em nome a maior facção criminosa do país, o Primeiro Comando da Capital (PCC).A mensagem afirmava que caso o governo do Estado do Rio Grande do Norte mexesse com integrantes da facção, novos atentados iriam surgir. “Se o governo do Estado do Rio Grande do Norte mexer com integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC) no presídio de Alcaçuz, o Brasil todo vai estralar. Assinado: PCC – 1533”, relata o cartaz.
Notícia do Face

Soltos, detentos fabricam armas e se preparam para possível novo confronto em Alcaçuz

Resultado de imagem para fotos rebelião alcaçuz
Passando por diversos motins desde que a rebelião do último fim de semana foi encerrada na manhã de domingo (15), a Penitenciária Estadual de Alcaçuz, maior presídio do Rio Grande do Norte, ainda não tem data para ter seu controle retomado pelo Governo do Estado.
Segundo os secretários Caio Bezerra, da Segurança Pública, e Wallber Virgolino, da Justiça e Cidadania, não há nenhuma previsão para que as forças policiais entrem no presídio e controlem o último motim, que está em andamento desde às 10h50 desta terça-feira (17).
A reportagem do Portal Agora RN esteve em Alcaçuz durante toda a tarde de terça e se deparou com um cenário bárbaro dentro do presídio. No alto de uma duna que fica nas imediações da Penitenciária – e onde a imprensa tem feito seu trabalho -, é possível perceber o complexo completamente destruído e todos os detentos soltos.
Neste momento, apenas uma barricada montada pelos próprios presos separam o PCC do Sindicato do Crime, facções criminosas rivais que lutam pelo comando do tráfico de drogas no Rio Grande do Norte.
As duas frentes passaram a tarde inteira procurando itens para fabricação de armas brancas que possam ser usadas em confrontos futuros.
Agentes de segurança estão nas guaritas do presídio, monitorando a todo momento as ações dos presos. Vez por outra usam balas não-letais para afastar qualquer possibilidade de confronto. Do lado de fora, a Polícia faz todo o acompanhamento ao redor da penitenciária na intenção de abortar qualquer tentativa de fuga.
Ainda não existem informações quanto a detentos que possam ter fugido do presídio ao longo dos últimos dias. Segundo Virgolino, a Sejuc não tem como confirmar essa suspeita uma vez que ainda não fez a recontagem dos presos. A intenção do Governo é tentar essa recontagem até sexta-feria (20), mas não há nada confirmado.

Video: Juiz Henrique Baltazar diverge do Governador e diz que “presídios do RN não estão sob controle do Estado”

O Jornal das Dez, da Globo News, dedicou vários minutos, para abordar o caos no sistema prisional do Rio Grande do Norte, ouvindo a opinião dos jornalistas Cristiana Lobo e Gerson Camarotti.
Da Argentina, por telefone, o juiz de execuções penais, Henrique Baltazar, também foi entrevistado. 
E divergindo do que disse o Governador Robinson Faria à imprensa nacional mais cedo, para o juiz, a situação nos presídios do Rio Grande do Norte não está sob o controle do Estado. 

“Estamos precisando é de Governo”, afirma Cláudio Santos sobre caos no sistema prisional do RN

Para o desembargador Cláudio Santos, falta comando no sistema prisional do Rio Grande do Norte, sendo um dos fatores que causaram o atual caos na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, que levou à morte de 26 presos no último fim de semana.
Quando presidente do Tribunal de Justiça, Cláudio Santos repassou R$ 20 milhões ao Executivo Estadual para a construção de um presídio com capacidade para 600 presos. Os recursos ainda não foram utilizados: “Esse dinheiro está parado até hoje quando na realidade em audiência na Assembleia Legislativa, perante secretários e deputados ficou uma decisão consensual que o governo deveria usar o modelo da penitenciária de Ceará-Mirim para imediatamente construir um presídio. Nada disso foi feito e nós temos dois anos de completa inapetência administrativa no Governo do Estado ao sistema penitenciário. Hoje, é urgente que se resolva isso porque cerca de 1.100 presos estão guardados à ponta da baioneta. Eles estão se matando. Isso representa a negação do Poder Público e a falta de comando para que comece a se reverter essa situação que é muito crítica e pode se agravar ainda mais, porque só se pede mais policiais e Força Nacional para guardar a parte externa sem que haja controle interno. Esses cinco presos que foram transferidos foi porque os próprios presos ofereceram, os líderes não foram retirados. O que precisa é que o MPE e MPF propunham uma intervenção no sistema penitenciário do Rio Grande do Norte, porque o Governo já mostrou que não tem condições. E não é só falta de dinheiro porque tem R$ 5 milhões para fazer um censo, o que é um contra censo na minha opinião. Eu fui muito criticado em arranjar dinheiro para fazer penitenciária exatamente para 600 vagas que estão em excesso em Alcaçuz”.
“Não tem Força Nacional que dê jeito nisso, o que precisa é de ação para reverter a situação que trás insegurança para toda a sociedade. O sentimento é de total insegurança. Se esse povo decidir derrubar a parede e fugir? Vão matar quantos? O que nós estamos precisando é de Governo”, finaliza Cláudio Santos em entrevista à Tribuna do Norte, sobre o caos no sistema prisional potiguar.  

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Temer decide usar o Exército para enfrentar crise penitenciária

Presos rebelados Penitenciária Estadual de Alcaçuz, no Rio Grande do Norte - 16/01/2017

Em meio a uma grave crise carcerária, com ao menos 119 presos mortos em três grandes massacres nas regiões Norte e Nordeste, o presidente Michel Temer decidiu colocar as Forças Armadas à disposição dos governadores para atuar em presídios. A informação foi divulgada nesta terça-feira pelo porta-voz do governo federal, Alexandre Parola.

Segundo Parola, as novas medidas de apoio surgem após a intensificação da barbárie nos presídios brasileiros. “É fato que a crise ganhou contornos nacionais, que exigem a ação extraordinária atuação do governo federal”, afirmou.

A decisão foi tomada durante reunião com representantes de órgãos de inteligência federal e ministros para discutir ações contra a violência nos presídios e a atuação de facções criminosas dentro das penitenciárias. Haverá também, segundo Parola, comunicação “ainda mais próxima” com os setores de inteligência dos Estados para conter as facções.

“O presidente da República coloca à disposição dos governos estaduais o apoio das Forças Armadas. A reconhecida capacidade operacional de nossos militares é oferecida aos governadores para ações de cooperação específicas em penitenciárias”, afirmou Parola. Segundo ele, os militares atuarão em inspeções para apreensão de materiais proibidos nos presídios. Os governadores deverão aceitar a cooperação das Forças Armados, que ficarão sob responsabilidade do Ministério da Defesa.

Até agora, o governo Temer tem disponibilizado apenas apoio da Força Nacional de Segurança, corporação formada por policiais militares cedidos pelos estados. Entre as unidades da federação que contam com esse apoio estão Amazonas – palco de 60 mortes de presos em rebeliões – e Roraima – onde 33 detentos foram mortos-, nos dois casos em episódios com intensa participação de facções criminosas, como Primeiro Comando da Capital (PCC) e Família do Norte (FDN).